Como o RH pode conduzir o processo para a licença casamento?

Círculo traçado

A licença casamento é um direito assegurado no Brasil pelo artigo 473 da CLT, desde 1943. Como o nome deixa claro, é um período para o casal usufruir de uma folga. Trata-se, portanto, de um caso de falta justificada.

Qual é o prazo para a licença casamento?

A CLT estabelece que os colaboradores têm direito a três dias consecutivos de folga na licença casamento, sem que haja descontos ao salário. A legislação não especifica se a contagem dos dias da licença deve ser feita considerando dias úteis ou corridos. Nesse sentido, cabe à empresa adotar uma interpretação em conformidade com a lei.

Como o RH pode conduzir o processo para a licença casamento?

A licença casamento para os colaboradores com carteira assinada não é uma opção, mas sim um direito. No entanto, como percebemos, a legislação é genérica sobre o tema. Por isso, o RH pode ter de conduzir situações específicas em relação a essa folga.

Explique aos colaboradores quais são os pormenores das regras adotadas pela empresa em caso de licença gala. Por exemplo: o dia do casamento conta como afastamento? Os estagiários podem usufruir dessa folga? Com quanto tempo de antecedência a empresa gostaria de ser informada sobre a necessidade da licença?

Comunicação

Não esqueça de que os gestores também precisam estar bem-informados sobre as políticas da empresa. Esse alinhamento garante que não haja intercorrências entre as mensagens dos líderes e as do RH.

Gestão:

Se o colaborador fizer um pedido específico para a necessidade dele, a empresa deve analisar se é possível atendê-lo. Para isso, considere se não há prejuízo às rotinas e se o comportamento da empresa pode ter um resultado positivo em termos de produtividade.

Flexibilidade:

A licença casamento é um benefício garantido a todos os colaboradores contratados em regime celetista

Leia o artigo completo!