Os impactos da síndrome do impostor na vida profissional

Círculo traçado

Os impactos da síndrome do impostor na vida profissional podem ser profundos e abrangentes. Essa condição não afeta apenas o indivíduo em nível pessoal, mas também pode influenciar características no ambiente de trabalho. Mudanças repentinas no comportamento e personalidade do colaborador são sinais de alerta.

Veja os impactos mais comuns:

Redução da produtividade:

A autodúvida constante retarda a realização de tarefas e impede que o profissional assuma novas responsabilidades. O perfeccionismo pode aparecer, fazendo com que o profissional demore muito mais tempo na execução de tarefas simples.

Saúde mental prejudicada:

O estresse constante de tentar atender a padrões inatingíveis pode desencadear outros transtornos como ansiedade e depressão.

Uma pessoa afetada pode se retrair, ter dificuldade em confiar nos colegas e até mesmo temer ser julgada. Isso faz com que, muitas vezes, nem a liderança entenda o que está acontecendo, já que o profissional sente medo do julgamento ao relatar o que está passando.

Dificuldade em relacionamentos profissionais:

Ambiente de trabalho tóxico:

A falta de confiança e o medo generalizado podem minar a colaboração e a eficácia da equipe.

Autoestima e autoconfiança abaladas:

O indivíduo pode duvidar constantemente de suas capacidades, mesmo quando bem-sucedido.

Veja como o RH pode evitar a síndrome do impostor na empresa:

Leia o artigo completo!